Migração de analógico para IP

Quando a Axis inventou e lançou a primeira câmera de rede do mundo, em 1996, a empresa deu início à mudança contínua do mercado de vigilância por vídeo analógico para digital. Os benefícios do vídeo em rede em relação à tecnologia de CFTV são inúmeros: ele pode economizar seu dinheiro, ajudar você a trabalhar de forma mais eficiente e proporcionar melhor qualidade de vídeo. Além disso, possibilita integrar sua vigilância por vídeo a outros sistemas para obter novas e infinitas possibilidades.

Mas, e se você já investiu em câmeras de CFTV e dispositivos de gravação analógicos? A Axis oferece um amplo portfólio de equipamentos, como codificadores de vídeo, chassis e adaptadores, para oferecer a você, de maneira fácil e instantânea, os benefícios do vídeo em rede, sem sacrificar seu investimento analógico. Não importa o tamanho do seu sistema: você obtém uma plataforma para expandir e atualizar sua infraestrutura com câmeras de rede, software e dispositivos de gravação. Com a Axis, é possível migrar de analógico para IP em um ritmo com o qual você esteja confortável.

As etapas simples

Um sistema de vigilância por vídeo, seja ele analógico ou digital, consiste em três partes principais: as câmeras, a infraestrutura (cabos) e o equipamento para monitorar e gravar o vídeo. Os produtos escolhidos para apoiar a transição de analógico para IP dependem dos seus objetivos com a migração.

1. Migrar para IP, mas manter câmeras e cabos analógicos

Esta é a primeira etapa típica: seus DVRs precisam ser substituídos e você decide partir para uma solução de gravação por IP. Pode ser um gravador de vídeo em rede (NVR) ou um sistema em computador com software de gerenciamento de vídeo. Nesse caso, você conecta os cabos coaxiais das câmeras analógicas existentes a um codificador de vídeo Axis, que, por sua vez, é conectado a uma rede IP. Codificadores Axis são compatíveis tanto com canais simples quanto múltiplos de câmeras analógicas. Para uma instalação de médio porte ou maior, o chassi do codificador de vídeo Axis oferece uma solução de alta densidade, que também pode ser reutilizada quando você estiver pronto para a próxima etapa da migração para IP. 

2. Substituir câmeras analógicas por câmeras de rede, mas manter o cabo coaxial.

Nesta etapa, você decidiu adicionar câmeras de rede e substituir algumas ou todas as câmeras analógicas. Porém, talvez alguns de seus cabos analógicos sejam muito longos, ou difíceis de substituir. Nesse caso, você ainda pode fazer uso dos cabos herdados, de energia e de dados, usando os adaptadores Ethernet sobre cabo coaxial da Axis. Use um adaptador para conectar sua nova câmera IP ao cabo coaxial analógico, e o segundo adaptador para conectá-la à rede.

Se em sua primeira etapa você investiu em um chassi de codificador de vídeo da Axis, poderá se beneficiar agora, na segunda etapa. As placas PoE+ over coax da Axis podem ser instaladas em qualquer chassi de codificador de vídeo Axis. Qualquer combinação de placas de codificador e placas PoE+ over coax pode ser usada simultaneamente, para que você possa migrar para câmeras IP de acordo com seu ritmo.

3. Substituir cabos analógicos e finalizar a migração de analógico para IP

Nesta etapa final, você remove os cabos analógicos restantes e os substitui por cabos de rede. Todo o restante do sistema de CFTV analógico é substituído, e você terá migrado completamente para um sistema de vigilância IP escalonável e econômico.

Todos os DVRs, câmeras e cabos analógicos são substituídos por um sistema IP completo.