Dez principais desafios de instalação

Seleção de câmeras

A seleção da câmera correta é essencial para uma instalação bem-sucedida.Existem vários fatores que devem ser considerados: a área de cobertura e do ângulo de visão, os requisitos operacionais (detecção/reconhecimento/identificação), as restrições ambientais e muito mais.Também é necessário considerar se a câmera será usada em condições adversas, em ambientes muito escuros ou com altos níveis de contraste.

 

Guia para selecionar a câmera de rede:

1.Definir o objetivo de vigilância: visão geral ou mais detalhes

As imagens com uma visão geral proporcionam uma panorâmica da cena, ou os movimentos gerais das pessoas.As imagens com mais detalhes são importantes para a identificação de pessoas ou objetos (como, rostos ou reconhecimento de placa de licença, monitoramento de pontos de vendas).O objetivo de vigilância determinará o campo de visão, o posicionamento da câmera e o tipo necessário de câmera/lente.

2. Vigilância ostensiva ou disfarçada

Essa decisão ajudará na seleção de câmeras, caixas de proteção e montagens, para tornar a instalação discreta ou mais óbvia.

3. Área de cobertura

Para um local específico, você deve determinar o número de áreas de interesse, quanto dessas áreas devem ser cobertas e se elas estão ou não localizadas relativamente perto umas das outras.Esses parâmetros vão determinar os tipos e as quantidades de câmeras necessárias.

A cobertura de uma área pode ser alcançada com várias câmeras fixas ou, alternativamente, com apenas algumas câmeras PTZ.Uma câmera PTZ tem recursos de zoom óptico que podem fornecer imagens altamente detalhadas e também monitorar uma área grande.No entanto, embora uma câmera PTZ possa fazer uma panorâmica completa de 360° em qualquer lugar na área, ela só poderá fornecer a visualização de uma parte das cenas por vez, enquanto uma câmera fixa poderá fornecer uma cobertura completa de sua área, o tempo todo.Os recursos completos de um câmera PTZ são utilizados da melhor forma por funcionários operacionais que monitoram o stream de vídeo em tempo real ou através da criação de um modo de ronda automática.

As câmeras panorâmicas também estão disponíveis na Axis e proporcionam um campo de visão de 360°, tornando-as ideais para aplicações que exigem a cobertura de uma grande área em uma única exibição.Essas câmeras podem ser utilizadas para detectar as atividades de uma grande área e monitorar o fluxo de pessoas, por exemplo, em uma loja de varejo.

Outro benefício que o vídeo em rede proporciona ao mercado de vigilância é a capacidade de superar as limitações das resoluções de PAL/NTSC e taxas de quadros e, em vez disso, experimentar um vídeo de alta resolução com detalhes excelentes de imagem.As câmeras com resoluções diferentes têm áreas e benefícios de aplicação distintos.Por exemplo, para duas áreas de interesse relativamente pequenas que estejam próximas, uma única câmera de megapixels ou HDTV com uma lente grande angular pode ser utilizada para cobrir ambas as áreas, em vez de utilizar duas câmeras sem megapixel para a mesma tarefa.

4. Requisitos de iluminação e sensibilidade à luz

Os ambientes externos exigem o uso de uma câmera com uma lente de íris automática, como uma íris DC ou P. Você também pode considerar o uso de câmeras para dia/noite, devido à excelente sensibilidade à luz.Você vai precisar de luzes brancas adicionais ou de iluminação infravermelha?Tenha em mente que, como não existe um padrão da indústria para medir a sensibilidade à luz, as especificações de lux para diferentes marcas de câmeras de rede não podem ser diretamente comparadas entre si. 

5. Qualidade da imagem

A qualidade de imagem é um dos aspectos mais importantes de qualquer câmera, mas é difícil quantificá-la e medi-la.A melhor maneira de determinar a qualidade da imagem é instalar várias câmeras e examinar o resultado das imagens do vídeo.Se for prioritário capturar com clareza objetos em movimento, é importante que a câmera use a tecnologia de varredura progressiva.

6. Resolução

Para aplicações que exigem imagens detalhadas, as câmeras de megapixel ou HDTV podem ser a melhor opção.

7. Compressão

O padrão de compressão de vídeo mais importante utilizado por produtos de vídeo em rede da Axis é H.264, juntamente com Zipstream; a implementação mais eficiente de H.264, da própria Axis.Isso oferece a maior economia na largura de banda e armazenamento.Os produtos de vídeo em rede da Axis também são compatíveis com JPEG em movimento.

8. Áudio

Muitas câmeras de rede da Axis oferecem suporte para áudio, com um microfone integrado e/ou uma entrada para microfone externo, bem como um alto-falante ou soquete de saída de linha para alto-falantes externos.

9. Gerenciamento de eventos e vídeo inteligente

A funcionalidade de gerenciamento de eventos é frequentemente configurada usando um software de gerenciamento de vídeo e é compatível com as portas de entrada/saída e os recursos de vídeo inteligente em uma câmera de rede ou codificador de vídeo.Fazer gravações com base nos acionadores das portas de entrada da câmera ou funções de vídeo inteligente proporciona uma economia na largura de banda e armazenamento.Isso também permite que os operadores usem mais as câmeras, já que as câmeras com gravações acionadas não vão exigir um monitoramento em tempo real, a menos que um alarme/evento ocorra.

10. Funcionalidade da rede

Os fatores que devem ser considerados incluem: PoE, criptografia HTTPS para criptografar streams de vídeo enviados pela rede, filtragem de endereços IP para permitir ou negar o acesso, IEEE 802.1X para controlar o acesso a uma rede, IPv6 e funcionalidade sem fio.

11. Interface aberta e software de aplicativo

Um produto de vídeo em rede com uma interface aberta proporciona melhores possibilidades de integração com outros sistemas.Também é importante que o produto seja compatível com um software de aplicativo e gerenciamento que facilite a instalação e as atualizações dos produtos de vídeo em rede.Os produtos da Axis são compatíveis com o software de gerenciamento de vídeo local e uma grande variedade de soluções de software de gerenciamento de vídeo, de mais de 550 Parceiros de Desenvolvimento de Aplicativo.

Outra consideração importante, além da própria câmera de rede, é a escolha do fornecedor do produto de vídeo em rede.À medida que as necessidades crescem e se modificam, o fornecedor deve ser considerado um parceiro de longo prazo.Isso significa que é importante escolher um fornecedor que ofereça uma linha completa de produtos de vídeo em rede e acessórios para atender às necessidades atuais e futuras.O fornecedor também deve oferecer inovação, suporte, atualizações e planos de longo prazo relacionados ao produto.

Depois que a câmera for escolhida, recomenda-se comprar e testar uma única unidade, antes de encomendar grandes quantidades.

Determinando a área de cobertura

Ao selecionar as câmeras, o campo de visão necessário deve ser definido.O campo de visão é determinado pela distância focal da lente e o tamanho do sensor de imagem; ambos são especificados em uma ficha técnica da câmera de rede.

Uma distância focal da lente é definida como a distância entre a lente de entrada (ou de um ponto específico em uma montagem complicada de lente) e o ponto em que todos os raios de luz convergem em um (normalmente o sensor de imagem da câmera).Quanto maior a distância focal da lente, mais estreito será o campo de visão (FOV, field of view).

O FoV pode ser classificado em três tipos:

  • Visão normal: oferece o mesmo campo de visão que o olho humano.
  • Teleobjetiva: um campo de visão mais estreito que proporciona, em geral, detalhes mais refinados do que o olho humano pode enxergar.Uma lente teleobjetiva é usada quando o objeto vigiado é pequeno ou está muito distante da câmera.Uma lente teleobjetiva normalmente tem menos capacidade para captar luz do que uma lente normal.
  • Grande angular: um maior campo de visão, com menos detalhes do que na visão normal.Uma lente grande angular normalmente oferece uma boa profundidade de campo e um bom desempenho com baixa luminosidade.Às vezes, a lente grande angular gera distorções geométricas, por exemplo, o efeito“"olho e peixe”".

Figura 4: Campos de visão diferentes: visão grande angular (à esquerda); visão normal (no centro); teleobjetiva (à direita).

É sempre aconselhável salvar um instantâneo da câmera para verificar se a cobertura está correta e a profundidade de campo é suficiente para as exigências.  À medida que a profundidade de campo muda com a iluminação disponível, certifique-se de verificar isso várias vezes ao longo do dia.

Para auxiliar no processo de seleção, a Axis Communications oferece uma Ferramenta de Seletor de Produtos

Recursos avançados da imagem