CA ESB combina segurança humana e eletrônica com câmeras Axis

De 2008 para cá, companhia de saneamento do Distrito Federal passou de 35 para 57 postos de vigilância eletrônica, com redução de custos na ordem de 300 mil reais ao mês

Temos visto que a segurança humana apresenta dificuldades, pois um vigilante trabalha, geralmente, sozinho, em um local remoto, e isso não garante a segurança – nem a dele, nem a do patrimônio. Estamos falando de unidades de difícil acesso e em locais distantes, em que realmente existem riscos.“ Cristiano Carvalho, gerente de segurança da CAESB.

Missão

Responsável pelo abastecimento de água a 97% da população regularmente instalada no Distrito Federal, além de prestar serviço de esgotamento sanitário a 94% dos habitantes da região, a CAESB atende 2,17 milhões de pessoas. Pela necessidade de monitorar centenas de pontos de operação, reservatórios, estações e sistemas de água e esgoto – muitos deles, em localidades distantes, a companhia tem atravessado um processo de integração da vigilância humana com a tecnologia de vídeomonitoramento IP.

Solução

A partir de um contrato de serviços de cinco anos, a solução desenhada pelo cliente, em conjunto com a Brasília Segurança, por meio de consultoria técnica com a parceira Explora, foi a de implementar o novo sistema nos principais pontos de acesso e corredores das unidades selecionadas, além de locais com movimento intenso de pessoas. Já as câmeras PTZ domes foram posicionadas em pontos de maior altitude e visibilidade. Até agora, aproximadamente 200 câmeras de rede foram instaladas, entre os modelos AXIS M1011, AXIS M1113, AXIS P3343-VE, AXIS P5532-E, AXIS P1343 e AXIS Q6032-E.

Resultado

O projeto tem cumprido a missão de garantir a segurança patrimonial da CAESB por menores custos e mais eficiência. Em janeiro de 2008, a companhia contava com 35 postos de vigilância eletrônica; atualmente, são 57. “Os gastos com segurança eram muito altos, pois temos centenas de terrenos. Se você pensar que cada posto de vigilância humana custa, por mês, cerca de 13 mil reais (enquanto um posto automatizado custa 4 mil reais), imagine o volume total disso”, ressalta Cristiano Carvalho, gerente de segurança do cliente, que contabiliza uma economia mensal na ordem de 300 mil reais.

Links relacionados

Dome para câmera de rede PTZ AXIS Q6032-E
Câmera de rede AXIS M1011
Câmera de Rede AXIS M1113
Câmera de Rede AXIS P1343
Câmera de Rede AXIS P3343-VE
Dome de câmera de rede PTZ AXIS P5532-E
Infraestrutura crítica

Parceiros

http://www.anixter.com
http://www.brasiliaseg.com.br/