Nemours Hospital in Orlando viewed from outside.
Saúde

Proporcionando aos pacientes pediátricos muito mais CLT.

Organização: Nemours Children’s Hospital
Local: Orlando, Flórida, Estados Unidos
Necessidade de cliente: Monitoramento remoto, Atendimento e experiência do paciente
Orlando, Flórida, Estados Unidos, 

O Nemours Children's Hospital integra câmeras Axis no centro do atendimento crítico aos pacientes para complementar a avaliação da saúde e acelerar as respostas a emergências.

Missão

Como todas as instalações médicas, o Nemours Children's Hospital monitora continuamente os sinais vitais dos pacientes. Mas a saúde do paciente nem sempre pode ser avaliada apenas por dados clínicos. Ver as mudanças instantâneas na cor de um paciente ou notar o aumento da inquietação pode ser um sinal de problemas crescentes. Uma vez que seria impossível para a equipe médica estar no quarto de todos os pacientes simultaneamente, o hospital queria instalar câmeras de vídeo em cada quarto para que os paramédicos monitorando remotamente os sinais vitais do paciente também pudessem ver se a criança estava em perigo e chamar atenção médica imediata.

Solução

A Nemours criou um Centro de Logística Tática (CLT) – também conhecido como Centro de Logística Clínica – em que uma equipe rotativa de paramédicos verifica continuamente os sinais vitais do paciente por meio de um sistema de monitoramento central. Além dos dados clínicos, o CLT integra vídeo de streaming ao vivo de câmeras de rede Axis no quarto de cada paciente por meio do software Epic.

Desenvolvidas com tecnologia de amplo alcance dinâmico para proporcionar detalhes forenses de qualidade em condições de muita ou pouca luz, as câmeras Axis ajudam os paramédicos a detectar pequenas mudanças na saúde do paciente, às vezes até mesmo antes que os sinais vitais indiquem que há um problema.

Resultado

Os paramédicos do CLT usam as câmeras da Axis para monitorar mais de 100 pacientes internados no hospital em Orlando, bem como mais de 150 leitos em seu hospital irmão, Nemours/Alfred I. duPont Hospital for Children, em Wilmington, Delaware. Eles observavam pacientes no exato momento em que entraram em convulsão e imediatamente ativaram um código azul que enviou uma equipe médica com urgência ao leito do paciente a tempo de evitar danos cerebrais. Em um caso, as câmeras revelaram uma mãe tentando sufocar seu filho. Os paramédicos alertaram instantaneamente a equipe de resposta rápida para intervir.

Pictures of children and a text which strives for helping them.

Alta tecnologia auxiliando um toque adicional

Antes do Nemours Children's Hospital de Orlando abrir suas portas em 2012, o Dr. Stephen Lawless, vice-presidente sênior e diretor-clínico da instituição, liderou a iniciativa de integrar a excelência médica com o que há de mais moderno em tecnologia para fornecer aos pacientes jovens um nível sem precedentes de cuidados e segurança. Sua ideia, o Centro de Logística Tática (CLT) seria o lugar onde paramédicos experientes monitorariam remotamente cada paciente internado 24 horas por dia, 7 dias por semana, verificando sinais vitais, trabalhos de laboratório, histórico dos pacientes e relatórios clínicos. Com a adição de câmeras Axis em cada quarto de paciente conectadas ao sistema de monitoramento, os paramédicos serviriam como olhos e ouvidos adicionais para enfermeiras, médicos e pais.

"O Nemours é um dos primeiros hospitais pediátricos a implementar esse monitoramento de terceiro nível com verificação em vídeo", disse Joe Summanen, arquiteto técnico do Nemours Children's Hospital. "Os pais realmente apreciam como podemos fornecer esse nível extra de cuidado, mesmo quando não há ninguém no ambiente."

Sempre somos ensinados na escola a tratar o paciente, não o monitor. As câmeras Axis nos permitem verificar os pacientes e realmente ver sua fisiologia, em vez de confiar estritamente nos dados clínicos para detectar tendências e identificar problemas.
Daniela Melendez, gerente de enfermagem do CLT do Nemours.

Zoneamento do paciente

O quarto de cada paciente é dividido em três zonas: cuidador, paciente e pais. Para garantir a privacidade, o campo de visão da câmera Axis é limitado ao leito do paciente. Os paramédicos entram na sala para avisar aos ocupantes que a câmera está sendo ligada e, em três segundos, o LED vermelho da câmera Axis acende e o CLT está de olho na criança.

A Nemours escolheu as AXIS P33 Fixed Dome Network Cameras não apenas porque podiam fornecer imagens extremamente nítidas, mas também lidar com o desafio de um amplo alcance dinâmico de condições de iluminação. Este último foi importante porque, ao contrário da maioria dos hospitais, as crianças podem controlar a iluminação em seus quartos e podem escolher entre uma ampla gama de cores divertidas para iluminar sua área.

AXIS P33 Fixed Dome Network Camera in hospital room.

Fornecendo outra camada de supervisão

Para os enfermeiros e médicos, a possibilidade do CLT acompanhar de perto os pacientes tem sido essencial para o cuidado pediátrico avançado e seguro. "É reconfortante para nossa equipe médica saber que, mesmo que não estejam na sala, nossos paramédicos do CLT estão verificando seus pacientes", disse Melendez.

Os paramédicos também podem usar as câmeras Axis para verificação independente de qualquer atividade médica acontecendo à beira do leito. "Por exemplo, podemos ajudar os médicos com listas de verificação de procedimentos ou confirmar se as compressões torácicas estão sendo eficazes ou lembrá-los da última vez que administraram um determinado medicamento", explica Melendez. "Ou, se percebermos uma emergência se desenvolvendo, poderemos chamar rapidamente uma equipe de apoio para os médicos para que eles não precisem se afastar do leito do paciente para acioná-los eles mesmos."

AXIS P33 Fixed Dome Network Camera with red light. Red LED light on the camera flashes when a paramedic is live streaming into the patient room.

Em um ambiente hospitalar onde os alarmes estão disparando constantemente, o Nemours tenta fornecer o máximo de normalidade possível para seus jovens pacientes. Isso inclui mobiliar os quartos dos pacientes com aparelhos de TV e videogames. "Às vezes, as crianças ficam tão animadas durante as brincadeiras que sua frequência cardíaca sobe e dispara alarmes", compartilha Melendez. "Nosso trabalho como paramédicos do CLT é classificar rapidamente esses alarmes, ligar as câmeras e observar o paciente para determinar se há necessidade de alguma resposta. Seria um inconveniente real e, mais preocupante, uma distração séria do cuidado com outros pacientes se os enfermeiros estivessem constantemente correndo atrás de não eventos."

Monitor room in Nemours Hospital.

Melendez aponta para uma ocasião em que um paciente estava passando por um tratamento respiratório em que o paciente é agitado no local. Isso disparou um alarme de taquicardia ventricular que poderia indicar uma arritmia letal. Um paramédico ligou a câmera da sala e viu o que estava acontecendo e rapidamente lidou com o alarme. "Temos um protocolo em vigor que exige que o fisioterapeuta nos informe com antecedência sobre o procedimento", explica Melendez. "Neste caso, o clínico simplesmente se esqueceu. Mas as câmeras nos ajudaram a evitar um código azul desnecessário."

Com os paramédicos do Centro de Logística Tática monitorando continuamente os pacientes na unidade de terapia intensiva neonatal por meio das câmeras Axis – vendo como eles estão e como estão agindo – os médicos sentem que podem sair da sala para cuidar de outra criança doente sem medo de deixar o paciente sozinho.
Dr. Al Torres, diretor-médico de logística clínica e cuidados respiratórios.

Tempos de resposta que mudam vidas

Mesmo quando os sinais vitais de um paciente estão apresentando boa tendência, os paramédicos do CLT permanecem vigilantes porque, em crianças, até mesmo um pequeno aumento na temperatura ou uma queda inesperada na respiração pode deixar o paciente em perigo. E qualquer demora em responder à situação pode ter consequências terríveis. Um estudo publicado pela JAMA Pediatrics descobriu que a "fadiga de alarme" é um grande desafio do setor, pois pode levar mais de dez minutos para a equipe de enfermagem responder a alarmes fisiológicos menos críticos. Graças à presença de câmeras em cada quarto de paciente, os paramédicos podem observar mudanças repentinas em segundos e enviar rapidamente um código azul ou equipe de resposta rápida para salvar a vida de uma criança.

Um desses episódios ocorreu no meio da noite, logo após o profissional de enfermagem encarregado acabar de sair do quarto de uma criança. De repente, os sinais vitais da criança indicaram que ele estava tendo uma convulsão febril. O paramédico que monitorava a criança rapidamente comunicou-se pelo rádio com o quarto e anunciou que a imagem da câmera entraria ao vivo. Com base no que o paramédico viu, ele emitiu um alerta imediato para o profissional de enfermagem e para a equipe de resposta rápida, que chegou ao lado da cama do menino em segundos e conseguiu evitar que ele sofresse danos cerebrais.

Em outro caso, as câmeras Axis ajudaram a equipe a impedir que um adolescente doente deixasse o hospital sem permissão durante um alarme de abdução e fuga. "Quando vimos que o paciente não estava em seu quarto, o CLT notificou a equipe apropriada", diz Melendez. "Com toda a rede de câmeras que temos em todo o hospital, conseguimos encontrá-lo antes que ele deixasse o prédio."

Female paramedic sitting by the computer, making a call. Paramedic Ariel Young calling into a patient room from the Tactical Logistics Center.

O cuidado proativo melhora os desfechos clínicos

No CLT, os paramédicos estão constantemente pesquisando e assimilando dados dos registros médicos eletrônicos em busca de indicadores de infecção ou, mais importante, sepse. Adicionar câmeras de vídeo à mistura de tecnologias fornece aos paramédicos outra ferramenta crítica para avaliar instantaneamente o bem-estar de uma criança. "Dar ao paramédico a capacidade de observar o quarto faz com que os pacientes recebam a atenção de que precisam com muito mais rapidez", disse o Dr. Al Torres, diretor-médico de logística clínica e cuidados respiratórios do Nemours Children's Hospital. "Como resultado, estamos nos tornando mais proativos em nossas respostas do que reativos". De acordo com Torres, isso se traduz em muito menos códigos azuis quando um paciente está sem pulso ou sem respirar e em acionamentos muito mais rápidos da equipe de resposta para ajudar os médicos a reverter quadros perigosos.

Video Url

Assista à história

Como todas as instalações médicas, o Nemours Children's Hospital monitora continuamente os sinais vitais dos pacientes. Mas a saúde do paciente nem sempre pode ser avaliada apenas por dados clínicos. A Nemours criou um Centro de Logística Tática integrado com câmeras de rede Axis em cada quarto de paciente para que os paramédicos que monitoram remotamente os sinais vitais do paciente também possam ver se a criança está em perigo e solicitar atendimento médico imediato. Esse conceito inovador de monitoramento de terceiro nível está transformando a qualidade do atendimento para esses pacientes pediátricos e suas famílias.

Produtos e soluções

Close up of a young girl with teddy bear

Saúde

Vídeo e tecnologia conectada que ajudam a tratar mais pacientes com menos recursos, melhorando a segurança pessoal e reduzindo roubos.
Saiba mais

Câmeras dome fixas

Discreta e sólida em qualquer ambiente
Saiba mais

Nossas organizações parceiras

Epic Systems

Visitar site