Lentes

É preciso levar algumas coisas em consideração quando for substituir uma lente.

Muitas das câmeras de rede da Axis oferecem lentes intercambiáveis, por isso, é importante escolher uma lente que se adeque à sua câmera. Se uma lente foi projetada para um sensor de imagem menor do que o sensor efetivamente instalado dentro da câmera, a imagem apresentará cantos pretos. Da mesma forma, se uma lente foi projetada para um sensor de imagem maior do que o que está instalado dentro da câmera, o campo de visão será menor do que a capacidade da lente, pois uma parte das informações será perdida fora do sensor da imagem.

Ao substituir uma lente, é importante saber o tipo de montagem de lente da câmera de rede. Há três padrões usados em câmeras de rede:

  • Montagem CS
  • Montagem C
  • Montagem M12

Todas as lentes também apresentam o número "f" (abertura do diafragma), que define a quantidade de luz que pode atravessar a lente. Quanto menor for o número "f", melhor é a capacidade de captura de luz da lente. Em situações de baixa luminosidade, uma lente com um número "f" menor geralmente produz uma qualidade de imagem melhor. Por outro lado, uma lente com o número "f" maior aumenta a profundidade de campo.

Uma íris é usada para manter o nível de luz ideal para o sensor de imagem, para que as imagens fiquem nítidas, claras e sejam corretamente expostas, apresentando bons níveis de contraste e resolução. Se uma câmera de rede foi projetada com controle de íris, a lente também precisa ter as mesmas especificações.

As lentes corrigidas por infravermelho são extremamente benéficas para câmeras compatíveis com filtros de bloqueio de infravermelho removíveis. Câmeras dia/noite removem automaticamente um filtro de bloqueio de infravermelho em condições de pouca luz para aproveitar a luz invisível, próxima da radiação infravermelha.