Video encoders

Codificadores de vídeo com câmeras PTZ e câmeras PTZ com cúpula

Uma câmera PTZ analógica com cúpula pode ser controlada através da porta serial do codificador de vídeo (por exemplo, RS-485), permitindo seu controle remoto através de uma rede IP.

Em um sistema de vídeo em rede, os comandos de pan/tilt/zoom que saem de uma placa de controle são transmitidos pela mesma rede |IP que a transmissão de vídeo, e são encaminhados para a câmera PTZ analógica ou a câmera PTZ com cúpula através da porta serial do codificador de vídeo (RS-232/422/485). Portanto, os codificadores de vídeo permitem que as câmeras PTZ analógicas sejam controladas a longas distâncias, até mesmo através da Internet. Em um sistema de CCTV analógico, cada câmera PTZ exigiria uma fiação serial separada e dedicada saindo da placa de controle — com joystick e outros botões de controle — até chegar à câmera.

Para controlar uma câmera PTZ específica, um driver deve ser instalado no codificador de vídeo. Muitos fabricantes de codificadores de vídeo fornecem drivers PTZ para a maioria das câmeras PTZ e câmeras PTZ com cúpula PTZ analógicas. Um driver de PTZ também pode ser instalado no PC onde o software de gerenciamento de vídeo está instalado, caso a porta serial do codificador de vídeo esteja configurada como um servidor serial que simplesmente transmite os comandos.

A porta serial mais comum para controlar funções de PTZ é a RS-485. Uma das vantagens da RS- 485 é que ela permite controlar várias câmeras PTZ com cabos de par trançado em uma conexão em “margarida” de uma câmera com cúpula para a câmera seguinte. A distância máxima de um cabo RS-485, sem o uso de um repetidor, é de 1.220 metros (4.000 pés) com velocidade de transmissão de dados de até 90 kbit/s.

Técnicas de desentrelaçamento