Video encoders

Técnicas de desentrelaçamento

À esquerda, ampliação de uma imagem entrelaçada exibida em uma tela de computador; à direita, a mesma imagem entrelaçada com a técnica de desentrelaçamento aplicada.

O vídeo das câmeras analógicas foi projetado para ser visto em monitores analógicos, como televisores tradicionais, que usam uma técnica conhecida como “varredura entrelaçada”. Com a varredura entrelaçada, dois campos entrelaçados consecutivos de linhas são exibidos para formar uma imagem.

Quando esse vídeo é exibido na tela de um computador, que usa uma técnica diferente chamada “varredura progressiva”, os efeitos de entrelaçamento (ou seja, separação ou “efeito pente”) dos objetos em movimento podem ser vistos. Para reduzir os efeitos indesejáveis do entrelaçamento, podem ser usadas diferentes técnicas de desentrelaçamento.

Nos codificadores de vídeo avançados da Axis, os usuários podem escolher entre duas técnicas diferentes de desentrelaçamento: interpolação adaptável e fusão.

A interpolação adaptável

A interpolação adaptável gera a melhor qualidade de imagem. A técnica envolve o uso de apenas um dos dois campos consecutivos e o uso da interpolação para criar o outro campo de linhas para formar uma imagem completa.

A fusão

A fusão envolve a combinação de dois campos consecutivos e a sua exibição como uma única imagem para que todos os campos sejam apresentados. Em seguida, eliminam-se os artefatos de movimento ou o “efeito pente” causado pelo fato de que dois campos foram capturados em momentos ligeiramente diferentes. A técnica de fusão não consome tanto processamento quanto a interpolação adaptável.

Próximo tema: Decodificador de vídeo

Decodificador de vídeo