Banner installation challenges
axisFlexSubBanner

7

Colocação da câmera


Ao determinar o local de colocação da câmera durante a instalação, muitos fatores devem ser levados em consideração. Conforme mencionado na Seleção da Câmera, os objetivos de vigilância decidem que tipo de câmera deve ser usada, bem como a forma de a câmera ser colocada.

Obter uma imagem utilizável envolve muito mais do que simplesmente apontar a câmera a um objeto. Luminosidade, ângulo, reflexos, áreas sem visibilidade e o fator zoom para câmeras PTZ são algumas das coisas a serem consideradas. Evitar luz de fundo e reduzir reflexos são outros fatores que deveriam ser considerados. Em alguns ambientes, a fim de resolver problemas desafiadores com cenas, é mais fácil mudar o próprio ambiente.

O posicionamento das câmeras também é um fator importante para evitar o vandalismo. Se as câmeras forem posicionadas fora do alcance, em paredes altas, ou no teto, muitos ataques por impulso do momento poderão ser evitados. A desvantagem pode ser o ângulo de visão, que pode ser compensado até certo ponto com a escolha de uma lente diferente.


Objetivo da câmera


O objetivo de cada câmera deve ser especificado de forma clara. Se o objetivo for obter um panorama de uma área para acompanhar o movimento de pessoas ou objetos, a câmera adequada à tarefa deverá ser posicionada de forma a atingir esse objetivo.

Se a intenção for identificar uma pessoa ou um objeto, a câmera deverá ser posicionada ou focalizada de forma a capturar o nível de detalhes necessário para fins de identificação. Autoridades policiais locais também podem estabelecer diretrizes sobre a melhor maneira de posicionar uma câmera.


Campo de visão


A maneira mais rápida de descobrir a lente com a distância focal necessária para o campo de visão desejado é usar uma calculadora de lente rotativa ou uma calculadora de lente on-line. Ambas são disponibilizadas pela Axis em: Calculadoras de lentes

O tamanho do sensor de imagem de uma câmera de rede, normalmente 1/4”, 1/3”, 1/2” e 2/3”, também deve ser usado no cálculo. A desvantagem de usar uma calculadora de lentes é que ela não leva em conta nenhuma possível distorção geométrica de uma lente.


A distância da câmera do objeto


Para calcular a distância, use o Teorema de Pitágoras: a² + b² = c²



Figura 11 Teorema de Pitágoras: a² + b² = c²


Cobertura de grandes áreas com pontos de captura


Uma câmera pode fornecer uma visão geral da cena, mas provavelmente não fornecerá detalhes suficientes para identificação de pessoas na área. Se este for um dos objetivos da vigilância, será necessária uma câmera adicional, a ser incluída no projeto (veja Figura 11). A identificação agora é possível quando a pessoa entra em uma grande área. A informação sobre onde e como muitas pessoas estão na sala ainda pode ser obtida de forma objetiva, usando-se uma câmera grande angular adicional.



Figura 12 Sala coberta por duas câmeras: uma câmera cobre a visão geral e a outra cobre o ponto de captura.


Considerações de luz


Para uma colocação bem-sucedida da câmera, as consideração quanto à luz são cruciais. É fácil e econômico acrescentar lâmpadas fortes em situações tanto internas como externas para criar as condições de iluminação necessárias à captura de boas imagens.

Ao montar câmeras externamente, é importante considerar a mudança da luz do sol durante o dia. Também é importante evitar a luz solar direta, pois ela “cega” a câmera e pode reduzir o desempenho do sensor de imagem. Se possível, posicione a câmera com o sol por trás.


Evite luz de fundo


Esse problema com a luz de fundo normalmente ocorre quando se tenta capturar um objeto na frente de uma janela. Para evitar esse problema, mude o ambiente ao reposicionar a câmera ou use cortinas e feche as persianas, se possível. Um carpete também pode ser usado para reduzir reflexos em situações como esta, reduzindo a quantidade de luz de fundo. Se não for possível reposicionar a câmera, acrescente iluminação frontal. As câmeras que operam com a faixa dinâmica ampla lidam melhor com situações de iluminação traseira.



Figura 13 Nesta cena, as persianas e uma planta foram usadas para resolver o problema com a luz de fundo.


Direções do sol


Ao montar câmeras externamente, é importante considerar a mudança da luz do sol durante o dia. Durante parte do dia (pôr do sol), a câmera riscada na Figura 13 deveria estar virada em direção ao sol.

Se a parte externa de um prédio deve ser monitorada, a localização pode ser mais ou menos afetada pela luz solar direta. Coloque a câmera onde a luz solar cause impacto mínimo.



Figura 14 A luz do sol pode variar durante o dia.


Ângulos da câmera



Detecção de zonas e áreas sem visibilidade


Os alcances/áreas diferentes da câmera são mostrados na Figura XX. A linha mais próxima da câmera é onde se pode detectar a altura máxima. A linha amarela mostra a altura detectável mínima exigida. A área de detecção está entre estas linhas. Estes fatores precisam ser considerados no momento da instalação, para assegurar uma cobertura adequada da câmera.



Figura 15 Cuidado com as zonas mortas da câmera.


O campo de visão precisa ser verificado horizontal e verticalmente. Normalmente o plano é baseado em plantas que apenas oferecem a visão de cima da área. Uma visão lateral também deve ser considerada para garantir a cobertura desejada.



Figura 16 Lembre-se de verificar o campo de visão horizontal e verticalmente.


Câmera em relação ao ângulo dos objetos


Ao colocar as câmeras em portas ou entradas, deve-se ter cuidado para evitar um alto ângulo de visão. Como se vê nas imagens, quanto maior o ângulo em relação ao objeto, mais difícil é o reconhecimento facial. Como se vê, o ângulo de 10 a 15º oferece a melhor visão para a identificação visual. Por outro lado, ao se colocar a câmera mais alta , ela fica fora do alcance de vândalos. Tudo se volta aos objetivos da vigilância - a identificação é necessária?



Figura 17 Quanto maior o ângulo em relação ao objeto, tanto mais difícil é o reconhecimento facial.





axisFlexSubContent