Welcome to our new website! If you experience any issues, the previous site is still available at classic.www.axis.com.

Network cameras

Tipos de câmeras de rede

 As câmeras de rede podem ser classificadas de acordo com o seu uso previsto: apenas uso interno ou uso interno e externo. Muitas vezes, as câmeras de rede externas têm lentes com íris automáticas para controlar a intensidade de luz à qual o sensor de imagem é exposto. Uma câmera externa também exige uma caixa de proteção, a menos que o design da câmera já incorpore uma caixa de proteção. Também há caixas disponíveis para câmeras internas que necessitem de proteção contra ambientes adversos (por exemplo, poeira e umidade), e contra vandalismo ou adulteração. Alguns projetos de câmeras já incorporam recursos contra vandalismo e adulteração, dispensando caixas externas. As câmeras de rede, sejam para uso em interiores ou exteriores, podem ser categorizadas ainda como fixas, domes fixas, PTZ, and domes PTZ.

Câmeras de rede fixas

Uma câmera de rede fixa, que pode ser fornecida com uma lente fixa ou de foco variável (varifocal), é uma câmera cujo campo de visão é fixo (normal/teleobjetiva/grande-angular) quando for instalada. Uma câmera fixa é o tipo de câmera tradicional, no qual a câmera e a direção para a qual aponta são claramente visíveis. Esse tipo de câmera é a melhor opção para aplicações nas quais é vantajoso que a câmera esteja bem visível. Uma câmera fixa normalmente permite que as lentes sejam trocadas. As câmeras fixas podem ser instaladas em caixas de proteção projetados para instalação em interiores e exteriores. Para saber mais sobre câmeras de rede fixas.

Câmeras de rede dome fixo

Uma câmera de rede tipo dome fixo, também chamada “minidome”, envolve essencialmente uma câmera fixa previamente instalada em dentro de uma pequena cúpula. A câmera pode ser direcionada para apontar em qualquer direção. A principal vantagem deste tipo de câmera está em seu design discreto, passando despercebida, bem como no fato de ser difícil perceber a direção para a qual a câmera aponta. A câmera também é resistente a violações. Uma das limitações de uma câmera dome fixa, é que ela raramente vem com uma lente intercambiável, e mesmo que ela seja intercambiável, há poucas opções de lentes devido ao pouco espaço dentro da cúpula. Para compensar essa limitação, muitas vezes é fornecida uma lente de foco variável para permitir o ajuste do campo de visão da câmera. As câmeras domes fixas da Axis são projetadas com diferentes tipos de caixas de proteção, como instalações resistentes a vandalismo e/ou instalações do tipo IP66 para exteriores. Não é necessário nenhuma caixa alojamento externa. Esse tipo de câmera é normalmente fixado em uma parede ou no teto.

Covert network cameras

Covert cameras are designed to blend into the environment and be virtually impossible to discover. They can be placed at eye-level at entrances or integrated into things such as ATM machines for discreet or covert surveillance. They can enable close-up shots for identification purposes or overview surveillance. Tampering risks are also reduced.

Using a pin-hole lens, Axis’ indoor/outdoor covert network cameras provide resolutions of up to 1 MP, including HDTV 720p, and come pre-mounted with an Ethernet cable for both power and data. The cameras are ideal for use in retail stores, banks and hospitals.

See covert cameras product range.

Câmeras PTZ e câmeras dome PTZ

Uma câmera PTZ ou uma câmera dome PTZ pode se movimentar horizontalmente / verticalmente(pan/tilt) e aproximar ou afastar (zoom in/out) a imagem de qualquer área ou objeto. Todos os comandos de PTZ são enviados pelo mesmo cabo de rede usado para a transmissão do vídeo; não é necessário instalar cabos RS-485 como ocorre com uma câmera PTZ analógica. Alguns recursos que podem ser incorporados a uma câmera PTZ ou uma câmera dome PTZ:

  • EIS (Electronic Image Stabilizer, Estabilizador Eletrônico de Imagens). Em instalações externas, as câmeras dome PTZ e fatores de aproximação (zoom) acima de 20x são sensíveis a vibrações e movimentos causados pelo tráfego ou pelo vento. O EIS ajuda a reduzir os efeitos da vibração em um vídeo. Além de proporcionar imagens mais úteis, o EIS reduz o tamanho dos arquivos de imagens compactadas, economizando um valioso espaço de armazenamento.
  • Máscara de privacidade. A máscara de privacidade, que permite bloquear ou mascarar a visualização e a gravação de determinadas áreas de uma cena, pode ser disponibilizada em vários produtos de vídeo em rede. Em uma câmera PTZ ou uma câmera dome PTZ, a função permite manter a privacidade, mascarando até mesmo quando o campo de visão da câmera mudar, pois a máscara se move com o sistema de coordenadas.
  • Posições predefinidas. Muitas câmeras PTZ e câmeras dome PTZ aceitam a programação de várias posições predefinidas, normalmente entre 20 e 100. Assim que as posições predefini das forem programadas na câmera, o operador será capaz de ir de uma posição para a outra com grande rapidez.
  • E-flip (inversão eletrônica). Quando uma câmera dome PTZ é instalada no teto para acompanhar uma pessoa, por exemplo, em uma loja, haverá situações em que a pessoa passará bem embaixo da câmera. Ao seguir a pessoa, se não houvesse a função E-flip, as imagens seriam vistas de cabeça para baixo. Nesses casos, o E-flip gira eletronicamente as imagens 180 graus. Ela é realizada automaticamente e não será percebida pelo operador.
  • Auto-flip (inversão automática). Normalmente, as câmeras PTZ, ao contrário das câmeras dome PTZ, não têm um movimento horizontal completo de 360 graus devido a um batente mecânico que impede as câmeras de realizarem um movimento circular contínuo. Entretanto, com a função Auto-flip, uma câmera de rede PTZ pode inverter instantaneamente a câmera a 180 graus e continuar seu movimento horizontal além do ponto zero. Dessa forma, a câmera pode continuar acompanhando uma pessoa ou um objeto em qualquer direção.
  • Acompanhamento automático (auto tracking). O acompanhamento automático é uma função inteligente de vídeo que detecta automaticamente uma pessoa ou um veículo em movimento, e o(a) segue dentro da área de cobertura da câmera. Esse recurso é especialmente útil em situações de vigilância não-assistida, na qual a presença ocasional de pessoas ou veículos necessita de atenção especial. A função reduz consideravelmente o custo de um sistema de vigilância, pois são necessárias menos câmeras para cobrir uma cena. Ela também aumenta a eficácia da solução, pois permite que uma câmera PTZ ou uma câmera dome PTZ grave áreas de uma cena onde houver atividade.

Embora as câmeras PTZ e as câmeras dome PTZ possam ter funções semelhantes, existem diferenças entre elas:

  • as câmeras de rede PTZ não têm um movimento completo contínuo de 360 graus devido a um batente mecânico. Isso significa que a câmera não pode acompanhar uma pessoa que caminha continuamente em um círculo completo ao redor da câmera. As exceções são as câmeras PTZ que possuem a função auto-flip; por exemplo, a Câmera de Rede AXIS 215 PTZ.
  • As câmeras de rede PTZ não foram projetadas para operação contínua automática nem para a chamada “ronda””, na qual a câmera se movimenta automaticamente de uma posição predefinida para a seguinte.

 

  • Câmeras de rede PTZ mecânicasAs câmeras PTZ mecânicas são usadas principalmente em interiores e em aplicações que empregam um operador. O zoom óptico das câmeras PTZ normalmente varia de 10x a 26x. Uma câmera PTZ pode ser instalada no teto ou em uma parede.

Câmeras de rede PTZ mecânicas

As câmeras PTZ mecânicas são usadas principalmente em interiores e em aplicações que empregam um operador. O zoom óptico das câmeras PTZ normalmente varia de 10x a 26x. Uma câmera PTZ pode ser instalada no teto ou em uma parede. Câmeras de rede PTZ não-mecânicasUma câmera de rede PTZ não-mecânica, como a AXIS 212 PTZ e sua versão resistente a vandalismo (vista acima), oferece recursos instantâneos de pan, tilt e zoom, sem peças móveis, o que evita o desgaste. Utilizando uma lente grande-angular, ela oferece um campo de visão mais amplo do que uma câmera de rede PTZ mecânica.Uma câmera PTZ não-mecânica usa um sensor de imagem megapixel e permite que o operador aproxime instantaneamente qualquer parte de uma cena sem nenhuma perda de resolução de imagem. Isso é realizado com a apresentação de uma imagem panorâmica com resolução VGA (640x480 pixels), mesmo que a câmera capture uma imagem com resolução muito mais alta. Quando a câmera é instruída para aproximar-se de qualquer parte da imagem panorâmica, a câmera usa a resolução megapixel original para oferecer uma proporção 1:1 completa com resolução VGA. A imagem aproximada resultante oferece boa qualidade de detalhes, sem perder a nitidez. Com zoom digital normal, a imagem aproximada perde detalhes de nitidez na maioria das vezes. Uma câmera PTZ não-mecânica é ideal para instalações discretas em paredes. 

Para saber mais sobre câmeras de rede PTZ.

Câmeras de rede dome PTZ

As câmeras de rede dome PTZ podem cobrir uma área extensa, aumentando a flexibilidade das funções de pan, tilt e zoom. Elas permitem movimentos horizontais (pan) contínuos de 360 graus, e movimentos verticais (tilt) normalmente de 180 graus. As câmeras dome PTZ são ideais para uso em instalações discretas, devido ao seu design, à instalação (especialmente em instalações no teto), e à dificuldade de perceber o ângulo de visão da câmera (as cúpulas podem ser transparentes ou fumê). Uma câmera de rede dome PTZ também proporciona robustez mecânica para operação contínua no modo “ronda””, quando a câmera passa automaticamente de uma posição predefinida para a posição seguinte em uma ordem predeterminada ou aleatória. Normalmente, podem ser definidas até 20 rondas de armazenamento, ativadas durante horários diferentes do dia. No modo de ronda, uma única câmera de rede dome PTZ pode cobrir uma área que exigiria 10 câmeras de rede fixas. A principal desvantagem é que apenas um local pode ser monitorado por vez, deixando as outras nove posições sem monitoramento. O zoom óptico de uma dome PTZ normalmente varia de 10x a 35x. Uma dome PTZ é usada freqüentemente em situações que empregam um operador. Esse tipo de câmera é normalmente instalada no teto se for usada em interiores, ou em um poste na lateral de um edifício (para instalações exteriores).

 

Thermal network cameras

Thermal network cameras create images based on heat that radiates from all objects. Images are generally produced in black and white but can be artificially colored to make it easier to distinguish different shades. Thermal images are best when there are great temperature differences in a scene; the hotter an object, the brighter it is in a thermal image.

Thermal cameras are ideal for detecting people, objects and incidents in shadows, complete darkness or in other challenging conditions such as smoke and dust. The cameras are used primarily to detect suspicious activities as thermal images do not enable reliable identification. They, therefore, complement and support conventional network cameras in a surveillance installation. Thermal cameras can be used for perimeter or area protection, providing a powerful and cost-effective alternative to radio frequency intruder detection, electrified fences and flood lights. In the dark, they provide discreet surveillance since there is no need for artificial light. In public areas, thermal cameras can help secure dangerous or off-limit areas such as tunnels, railway tracks and bridges. Indoor uses include building security and emergency management, enabling humans to be detected inside a building, whether after business hours or during emergencies such as a fire. Thermal cameras are often used in high security buildings and areas such as nuclear power plants, prisons, airports, pipelines and sensitive railway sections.

A thermal camera requires special optics since regular glass will block the thermal radiation. Most thermal camera lenses are made using germanium, which enables infrared light and thermal radiation to pass through. How much or how far away a thermal camera can “see” or detect depends on the lens. A wide-angle lens enables a thermal camera to have a wider field of view, but a shorter detection range than a telephoto lens, which provides a longer detection range with a narrower field of view.

A thermal camera’s sensitivity to infrared radiation is expressed as its NETD value (Noise Equivalent Temperature Difference). The lower the NETD value, the better the sensitivity to infrared radiation.

Thermal imaging technologies, which were originally developed for military use, are regulated. In order for a thermal camera to be freely exported, the maximum frame rate cannot exceed 9 frames per second (fps). Thermal cameras with a frame rate of up to 60 fps can be sold within the EU, Norway, Switzerland, Canada, U.S.A., Japan, Australia and New Zealand on the condition that the buyer is registered and can be traced. See thermal cameras product range.

Câmeras de rede para dia e noite